Orla Cultural


Deixe um comentário

SISEM-SP prorroga inscrição do Cadastro Estadual de Museus na Baixada Santista

Adesão pode ser realizada até 13/09 e será avaliada por ordem de inscrição

Com o objetivo de oferecer uma melhor reestruturação e regulamentação para as instituições museológicas da Baixada Santista, o Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) prorroga inscrição da fase piloto do Cadastro Estadual de Museus de São Paulo (CEM-SP) para 13 de setembro de 2016. Para realizar o cadastro, é necessário que a instituição envie o termo de adesão e preencha o instrumento de qualificação cadastral disponível aqui.

O CEM-SP é uma ação governamental da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, que está sendo implantada em parceria com a Organização Social ACAM Portinari. Nesta fase piloto, o projeto teve inicio na Baixada Santista, pois a região possui número significativo de museus privados, públicos e estaduais, segundo mapeamento realizado em 2009 pelo SISEM-SP, que contabilizou cerca de 19 museus na região metropolitana de Santos.

O Cadastro se caracteriza como fonte de informações sistematizadas sobre os museus paulistas em toda sua diversidade, constituindo-se como um instrumento de planejamento para a formulação de políticas públicas para o setor. Poderão se cadastrar os equipamentos culturais caracterizados como instituições permanentes, sem fins lucrativos, que preservem e divulguem acervos culturais materiais ou imateriais em espaços abertos ao público para finalidade de estudo, pesquisa, educação e fruição, contando com quadro de pessoal para seu funcionamento.

A adesão ao CEM-SP é voluntária, mas a aprovação do registro estará sujeita ao atendimento de parâmetros técnicos e será realizada por ordem de inscrição.

Os parâmetros técnicos estabelecidos pelo Cadastro Estadual de Museus de São Paulo – construídos colaborativamente com a participação de gestores culturais e profissionais de museus – representam um alicerce consolidado para o balizamento de orientações técnicas que em muito poderão contribuir para o desenvolvimento institucional dos museus”, comenta o diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP, Davidson Kaseker.

1.Cem-sp.3

Anúncios


Deixe um comentário

Memorial das Conquistas lança exposição “Santos FC nos Jogos Olímpicos”

Acontece nessa sexta-feira (05), às 15 horas, no Memorial das Conquistas “Milton Teixeira”, a abertura da Exposição “Santos FC nos Jogos Olímpicos”. O evento contará com a presença da Sereia da Vila Maurine, que foi medalha de prata na Olimpíada de 2008.

A exposição é uma forma de homenagear os atletas do Peixe que participaram dos Jogos Olímpicos e ficará no museu até o dia 31 de setembro.

menina


Deixe um comentário

Memorial das Conquistas terá as presenças de Vitor Bueno e Vecchio nesta quinta-feira (28)

 

O Memorial das Conquistas “Milton Teixeira”, que fica no Estádio Urbano Caldeira, na Vila Belmiro, terá duas presenças muito especiais. Os jogadores do Santos FC Vitor Bueno e Vecchio, destaques na vitória por 3 a 0 contra o Gama, que valeu a classificação para as oitavas-de-final da Copa do Brasil, estarão no Museu a partir das 13h30. Quem estiver no local poderá ver bem de perto atletas, além de tirar fotos e ganhar autógrafos. O evento faz parte do “Férias no Museu”.


Hoje as visitas monitoradas serão realizadas apenas às 16 e às 17 horas. O Memorial das Conquistas funciona de terça a domingo das 09 às 18 horas. 

 

 


Deixe um comentário

Lançamento do livro Memória Santista, no Memorial das Conquistas.

Nesta sexta-feira (15), será celebrado o Dia Modesto Roma, na Vila Belmiro, às 17h30. A cerimônia acontece em frente aos bustos localizados no quarto andar do Estádio Urbano Caldeira, a entrada será pelo Portão 16.

Modesto Roma foi admitido como sócio em 1925 e, ao lado de Urbano Caldeira, foi um dos mais abnegados gestores do Clube. “Nascer, viver e no Santos morrer” foi o lema que norteou sua trajetória.

Após a cerimônia, convidamos a todos para o coquetel de lançamento do livro Memória Santista, do autor Guilherme Guarche, no Memorial das Conquistas.

Sobre o livro Memória Santista

O livro tem 321 páginas, é todo em preto e branco, e possui 200 crônicas envolvendo aspectos vários do Santos FC. Tem histórias da Vila Belmiro, de Urbano Caldeira, jogadores, dirigentes e o relato de nossas grandes conquistas no mundo do futebol. É uma homenagem a Vila Belmiro que completa 100 anos em outubro. O preço do livro é R$ 20,00 no dia 15 de julho, e para quem quiser recebê-lo pelo correio é R$ 25,00, basta acessar o e-mail: ggguarche@bol.com.br.

O Evento faz parte da programação de férias no Museu!

Venha Prestigiar!


Deixe um comentário

Tocha Olímpica será atração no Memorial das Conquistas neste fim de semana

Neste fim de semana (16 e 17), o Estádio Urbano Caldeira tem várias atrações. Além dos jogos do Santos Futebol Clube, contra a Ponte Preta e Flamengo de Guarulhos, respectivamente, o Memorial das Conquistas, localizado na Vila Belmiro, receberá a Tocha Olímpica, que está percorrendo várias cidades do Brasil.

Inclusive, no dia 22 de julho, o principal símbolo das Olimpíadas 2016, estará presente no estádio do Santos para um grande evento.

Saiba como ver a Tocha Olímpica no Memorial das Conquistas:

Sábado (16) – Dia de jogo Vila
Horário Museu: Das 09 às 17h30
Sócio entrada cortesia e demais visitantes pagam meia
Somente visita ao Museu.

Domingo (17) – Dia de jogo Vila
Horário Museu: normal das 09 às 18h
Sócio entrada cortesia e demais visitantes pagam meia
Somente Visita ao Museu.

Significado da Tocha Olímpica 

A Tocha Olímpica, ou Fogo Olímpico, é um importante símbolo das Olimpíadas. Comemorando o roubo do fogo do deus grego Zeus por Prometeus, sua origem reside na Grécia Antiga, onde o fogo era mantido por toda a celebração nos Jogos Olímpicos da Antiguidade. A Tocha Olímpica, com seu significado ancestral, foi reintroduzida nos Jogos Olímpicos de 1928, e faz parte das Olimpíadas Modernas desde então. O percurso da Tocha Olímpica foi introduzido nos Jogos Olímpicos de Berlim 1936.

O Evento faz parte da programação de férias no Museu!

Venha Conhecer!

 


Deixe um comentário

Conheça história: Palácio Saturnino de Brito em Santos

Revista Relevo | As artes sem superfície

São meia dúzia de bandeirantes armados escravizando uma fileira de índios rumo à Serra do Mar, rodeados por abacaxis, bananas e demais frutas tropicais. A imagem, ambientada no século 17, ganha vida no vitral assinado pelo alemão Conrado Sorgenicht Filho. Mas a casa que acolhe a obra, o Palácio Saturnino de Brito, no Centro Histórico de Santos, foi construída em um passado mais recente, no final do século 19.

As iniciais R.S. na fachadado equipamento público revelam que o local, hoje Unidade de Negócio da Sabesp, serve desde sua fundação como uma Repartição do Saneamento, sediando o escritório do patrono da Engenharia Sanitarista, Francisco Saturnino Rodrigues de Brito. Nascido em Campos dos Goytacazes/RJ (1864) e falecido em Pelotas/RS(1929), Saturnino – na época, mais conhecido por Rodrigues –, desenvolveu seu projeto mais ambicioso em Santos: cortou o município, inicialmente, em seis canais.

Alguns móveis da sala de Saturnino foram levados ao…

Ver o post original 330 mais palavras