Orla Cultural


Deixe um comentário

Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia: Convergências

A ABRAINFO dá início à série “EM PAUTA”, um conjunto de debates referentes às questões que transitam pelo campo da informação para promover a reflexão entre os profissionais, assim como promover um ambiente profícuo para o desenvolvimento de questões pertinentes à área de Ciência da Informação de modo a estimular seu constante desenvolvimento. 

Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia: Convergências
As “convergências” do título remetem a uma discussão contemporânea feita tanto nas universidades quanto no mundo do trabalho, onde as tradicionais divisórias entre as áreas são menos claras. 

PALESTRANTES CONVIDADAS 

Ana Maria de Almeida Camargo
Autora de inúmeros trabalhos na área arquivística. Presidiu a Associação de Arquivistas de São Paulo (2008-2010). Professora de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. 

Karina Alves Teixeira
Mestranda em Museologia pela Pós-Graduação Interunidades em Museologia da USP. Especialista em Museologia pelo CEMMAE/MAE/USP. Bacharel e Licenciada em História pela FFLCH/USP. Certificada pela Master 1 Recherche em Histoire de l’Art et Patrimoine pela Universidade de Bordeaux 3/França. Atua nas áreas de Museologia, Patrimônio Material e Imaterial, Educação Patrimonial, História e Antropologia. Têm experiência em pesquisa e documentação de acervos. Atualmente é coordenadora dos programas de pesquisa do Memorial da Resistência de São Paulo. 

Maria Christina Barbosa de Almeida
Bibliotecária com mestrado em Ciência da Comunicação e Doutorado em Ciência da Informação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Professora aposentada da mesma instituição. Especialização em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas. Autora do livro “Planejamento de bibliotecas e serviços de informação” (Briquet de Lemos, 2005). Ex-diretora da Biblioteca Mário de Andrade (2009-2013). 

MEDIADORA CONVIDADA 

Gabrielle Francinne Tanus
Bacharel em Biblioteconomia, mestre em Ciência da Informação, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é, atualmente, doutoranda em Ciência da Informação na mesma universidade e bolsista auxiliar do curso de Museologia. É membro suplente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Profissionais da Informação (ABRAINFO). Durante o Mestrado foi bolsista CAPES/REUNI vinculada ao curso de Museologia sediado na Escola de Ciência da Informação da UFMG. Ao longo da graduação realizou estágios em Bibliotecas Universitárias, Escolares, Centros de Documentação e na Biblioteca Estadual Luiz de Bessa, no setor coleções especiais. Foi também monitora de disciplina e bolsista CNPq de Iniciação Científica. Tem interesse em: Epistemologia da Arquivologia, da Biblioteconomia e da Museologia, e nas relações destas áreas com a Ciência da Informação. 

Data: 30 de setembro de 2013.
Horário: às 20h.
Local: Itaú Cultural – Sala Vermelha. 
Endereço: Av. Paulista, 149, Bela Vista, São Paulo/SP. 
Valor:
Associados ABRAINFO: participação gratuita.
Não associados: R$ 10,00.
Participantes receberão certificados (envio por e-mail após o evento).

Vagas limitadas. 

Para participar preencha o formulário disponível no site:
http://abrainfo.org.br/eventos/arquivologia-biblioteconomia-e-museologia

Dúvidas podem ser tiradas através do e-mail: 
mailto: eventos@abrainfo.org.br


Deixe um comentário

As mostras “Livros raros: coleção Luiz Marcos Suplicy Hafers” e “A escrita dos gestos” entram em cartaz no dia 26 de setembro

A rápida expansão do consumo de café no mundo sempre foi algo que atraiu a atenção do homem ao longo do tempo. E, por meio de escritas, esse crescimento do cultivo e apreciação do grão – primeiramente na Arábia e Europa – foi registrado por viajantes, desde o século XVII. Dez obras e uma gravura, publicadas entre 1685 e 1923, que fazem parte do acervo pessoal do presidente do Conselho de Administração da Associação dos Amigos do Museu do Café, compõem a nova exposição temporária “Livros raros: coleção Luiz Marcos Suplicy Hafers”. A exposição será inaugurada no próximo dia 26, às 16h30, junto com a abertura da mostra “A escrita dos Gestos”, programação da Tarrafa Literária.

A exposição “Livros raros: coleção Luiz Marcos Suplicy Hafers” é composta por dez livros e uma gravura, publicados entre o século XVII e XX, nos mais variados idiomas, como latim, francês, inglês, italiano e português. Por meio das obras será possível compreender melhor a história do café e como ele foi, e continua sendo, relevante em diferentes regiões, seja no âmbito gastronômico, financeiro, político, medicinal e também cultural.

As primeiras obras publicadas sobre o café começam a aparecer no século XVII, quando ele ainda era um produto exótico, comercializado em pequena escala. Nesses livros se dá destaque às suas características botânicas e propriedades medicinais, estudadas por botânicos, médicos e comerciantes.

Em um segundo momento, a partir do século XIX, quando o café se consolida como um produto comercializado em larga escala no mercado internacional, as obras sobre o tema passam a ser mais abrangentes, tratando da produção e comercialização do grão, além de sua articulação com a cultura, política e economia.

Já na década de 1920, cresce a produção bibliográfica nacional sobre o café, onde sua história se torna indissociável à própria história do País, sendo representado como símbolo da modernidade e essencial na formação da identidade paulista.

Tarrafa Literária – Também no dia 26, o Museu do Café recebe a mostra “A escrita dos gestos” que, com curadoria de Paulo Roberto Pires, terá 19 retratos de 16 escritores, com a participação especial do compositor Dorival Caymmi. São imagens feitas por fotógrafos do acervo do Instituto Moreira Salles, como Marc Ferrez, Maureen Bisilliat, Edu Simões, Otto Stupakoff e Alécio de Andrade. Entre os retratados estão: Jorge Amado, Clarice Lispector, João Cabral de Melo Neto, Adélia Prado, Ferreira Gullar, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade, Otto Lara Resende, Machado de Assis, Euclides da Cunha e Ana Cristina Cesar.

O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça a sábado das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h. Os ingressos para visitação custam R$ 5, estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado das 9h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h. Outras informações estão disponíveis no site http://www.museudocafe.org.br.

Serviço – Café e literatura

Inauguração da exposição “Livros raros: coleção Luiz Marcos Suplicy Hafers”
Data: de 26/09 a 26/01/2014
Horário: 16h30
Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro – Santos
Preço: R$ 5 (estudantes e idosos pagam meia-entrada)

Inauguração da mostra “A escrita dos gestos” – Tarrafa Literária
Data: de 26/09 a 26/10
Horário: 16h30
Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro – Santos
Preço: R$ 5 (estudantes e idosos pagam meia-entrada)

VI ERR aborda as estratégias de ações culturais desenvolvidas pelo SISEM-SP

Deixe um comentário

 

 

 

Na última semana, a Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), promoveu em sua sede, em São Paulo, o VI Encontro de Representantes Regionais. A programação teve como objetivo proporcionar uma discussão sobre estratégias de ações culturais no âmbito municipal.

O evento contou com a participação dos coordenadores das 15 Regiões Administrativas (RAs) do Estado, do secretário de Cultura, Marcelo Mattos Araujo, da coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico (UPPM), Renata Motta, do diretor do SISEM-SP, Davidson Panis Kaseker, da equipe do SISEM-SP e profissionais da área museológica.

 Image

DSC02071


Deixe um comentário

7ª Primavera dos Museus no Museu de Pesca: espetáculo de dança Clarabóia, de 20 a 22 de setembro, às 17 hs.

Em sintonia com a 7ª Primavera dos Museus, promovida pelo IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus, e antecipando a própria Estação, o Museu de Pesca recebe nos próximos dias 20, 21 e 22 de setembro o espetáculo de dança CLARABÓIA.  A partir das 17h00 o público será surpreendido com uma performance impar que terá como coadjuvante nossa baleia.

CLARABÓIA

De 20 a 22 de setembro, a partir das 17h00

Museu de Pesca

Av. Bartolomeu de Gusmão, 192

Ponta da Praia – Santos

Entrada franca

clarabia sants face 2013-01                                       flyer Claraboia, santos, grande copy small